O aplicativo de delivery iFood se pronunciou de forma oficial novamente, nesta quarta-feira (3), sobre o episódio ocorrido na noite de terça (2), quando diversos restaurantes cadastrados na plataforma tiveram seus nomes alterados para discursos políticos e antivacina.

De acordo com o serviço, o responsável pelas mudanças foi um funcionário de uma empresa prestadora de serviço do setor de atendimento que tinha permissão para ajustar informações cadastrais dos restaurantes na plataforma, e que o fez de forma indevida.

O iFood informou ainda que o contrato com essa prestadora de serviço foi imediatamente interrompido logo após o acontecimento, e que os nomes dos restaurantes já estão sendo restabelecidos.

A empresa afirmou ainda que os meios de pagamento dos clientes não foram afetados e estão seguros, já que esses dados não são armazenados nos bancos de dados do iFood, ficando gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários.

Por fim, o aplicativo informou que não há qualquer indício de vazamento da base de dados pessoais de usuários, estabelecimentos ou entregadores cadastrados na plataforma.

A prestadora de serviços, responsável pelo funcionário que fez as modificações indevidas, não foi identifica e não se sabe também quais medidas administrativas, como suspensão ou demissão, por exemplo, além de jurídicas o colaborador vai enfrentar.

O que você pensa sobre o ocorrido com o iFood? Deixe a sua opinião nos comentários logo abaixo!

Fonte:https://www.tudocelular.com/seguranca/noticias/n181719/ifood-tem-nomes-restaurantes-mudados-politica.html